Efacec completou, no Chile, o projecto EPC San Pedro VI

A Efacec obteve novo sucesso no Chile, ao completar San Pedro VI, o segundo sistema fotovoltaico construído pela empresa para a RIJN Capital.

Localizado na periferia de São Pedro de Atacama, uma das poucas cidades do deserto de Atacama, com pouco mais de 3 mil habitantes e situada a 2.400 metros de altitude na região de Antofagasta, o Parque Solar Fotovoltaico de 24,8 MWp é o segundo parque construído pela Efacec para a RIJN Capital Chile, S.A., empresa de desenvolvimento de projectos de energia renovável.

O primeiro projecto, San Pedro III, com uma potência total instalada de 33,7 MWp, foi construído em menos de 6 meses, entre Setembro de 2014 e Fevereiro de 2015.

Em San Pedro VI, cuja construção decorreu ao longo de 5 meses, um EPC global chave-na-mão, a Efacec foi responsável pela engenharia de detalhe, compras, logística (incluindo as importações de todos os equipamentos de energia solar – painéis solares, inversores, rastreadores, SCADA, sistemas de CCTV) para além de todas as obras de construção da central (localizada numa área de minas), bem como os estudos arqueológicos e o levantamento detalhado do terreno.

No total foram instalados mais de 187 mil módulos fotovoltaicos nas duas centrais, sendo a produção anual de electricidade superior a 170GWh/ano. As centrais foram ligadas à rede eléctrica local – Sistema Interligado do Norte Grande (SING) nos primeiros trimestres de 2015 e de 2016, cumprindo com sucesso as expectativas do cliente em termo de capacidade produtiva. Estas centrais obtiveram uma acreditação técnica independente atribuída pela TÜV Rheinland, que para além de certificar os processos de qualidade, certificou os seus resultados de desempenho.

Durante a construção as equipas Efacec tiveram que superar diversas dificuldades, devido às condições ambientais complexas da região, sobretudo pela libertação de poeiras provenientes da área de minas. Para superar estas dificuldades a Efacec desenvolveu internamente em Portugal um robô para limpeza, sem água, dos painéis solares, tendo este projecto ganho um prémio de inovação. Após a construção do Parque solar, a Efacec tem em curso o contracto de Operação e Manutenção (O&M) com uma duração de 5 anos, cumprindo integralmente o ratio de desempenho fixado na fase de concepção do projecto.