A Central térmica são-tomense – Sto. Amaro 2 exportou para a rede elétrica mais de 12 GWh, em apenas sete meses

Contratada à Efacec em regime EPC (Engineering, Procurement and Construction)

Implantada no terreno da Central de Santo Amaro 1, com motores Diesel, esta nova Central tem uma capacidade instalada de 6 megawatts.

A instalação desta central de produção de energia elétrica surgiu depois de o arquipélago ter passado pela maior crise de fornecimento de eletricidade, resultante de uma avaria na principal central elétrica do país, enfrentando cortes sucessivos de energia elétrica que prejudicaram diversos serviços, como telecomunicações, hotéis e administração pública.

Com a entrada em funcionamento desta nova unidade de produção de energia, estima-se que pelo menos 90% do território de São Tomé tenha fornecimento regular de energia elétrica, algo que vai mudar a vida dos são-tomenses.

Desde a sua entrada em serviço até a data de hoje, a Central de Santo Amaro 2 já exportou para a rede mais de 12 GWh de energia, com uma taxa de disponibilidade muito elevada, o que é bem elucidativo do sucesso desta empreitada, abrindo-se assim as portas para futuros projectos em São Tomé, dentro desta
área de negócios.

 

Âmbito do Projeto

  • 3 Motores ABC 750 rpm 2,5MVA, 0,4kV canopiados
  • 3 Transformadores 0,4/30KV 3150KVA
  • Consumíveis para os 3 motores, exceto combustíveis, para 12.000 h funcionamento
  • Quadros MT 30kV
  • Quadros BT
  • Sistema de Baterias e Ondulador
  • Sistema de Comando e Controlo
  • Grupo Diesel de Emergência
  • Construção Civil
  • Ligação aos sistemas de combustível e água tratada existentes
  • Recondicionamento dos equipamentos fornecidos pela EDP
  • Fornecimento celas MT 30KV (2 Int, + 3 IF + 1 Disj)
  • Formação para 8 técnicos
  • Supervisão de O&M por 3 meses
  • Sistema de Ar Comprimido, Ferramentas especiais, Iluminação
  • Ensaios e comissionamento